sábado, 27 de fevereiro de 2016

Roube como um Artista - Austin Kleon



Roube como um Artista, de Austin Kleon, é daquele tipo de leitura que você sente vontade de indicar para o mundo inteiro. Porque 1.serve para qualquer pessoa, 2.estimula sua vontade criativa, 3. te faz enxergar coisas que os grandes gênios já sabiam, 4. te leva a refletir tanto que você fica se perguntando porque não tinha colocado tudo aquilo em prática antes. Ganhei este livro de amigo secreto no ano passado, quem me deu foi minha querida aluna Laura - para quem ainda não sabe, sou professora de Teatro - e sim, meus alunos são daqueles que sugerem que o tema dos presentes sejam livros. Os melhores, vai dizer?! Assim que comecei a leitura, agradeci muito pela Laura ter optado por esse livro em especial, ao invés dos outros cinco títulos que eu tinha sugerido, porque ele foi de grande aprendizado e serviu como uma impressionante alavanca em meu trabalho criativo.



Kleon nos apresenta dez passos para desbloqueio de criatividade, cada passo equivale a um capítulo no qual ele redige sobre a ideia central daquele tópico. Com o virar de páginas você se dá conta do quanto é fácil absorver todas as simples sugestões, e do quão trabalhoso deve ser colocá-las em prática diariamente. Manter-se criativo é o grande desafio, para superá-lo é necessário um trabalho constante de construções de hábitos, atitudes, pesquisas, restrições e distrações.

1. Roube como um artista.
2. Não espere até saber quem você é para poder começar.
3. Escreva o livro que você quer ler.
4. Use as mãos.
5. Projetos papralelos e hobbies são importantes.
6. O segredo: faça um bom trabalho e compartilhe-o com as pessoas.
7. A geografia não manda mais em nós.
8. Seja legal. (O mundo é uma cidade pequena.)
9. Seja chato. (É a única maneira de terminar um trabalho.)
10. Criatividade é subtração.




Bem-humorado e dinâmico, Roube como um Artista nos encoraja a criar, independente de sabermos responder às filosóficas perguntas de "quem sou eu?" e "o que eu quero?", pois é no ato de criar que descobrimos a verdadeira essência de quem somos e do nosso trabalho. Diante de tantas propostas, o autor insiste que de tempos em tempos você precisa deixar seu cérebro desconfortável, o cotidiano faz com que ele fique mal acostumado, portanto, sair de casa, viajar, fazer coisas diferentes, são ações que refrescam a mente e fazem "o mundo parecer novo, e quando o mundo parece novo, nosso cérebro trabalha com mais empenho" (pág. 102).

Algumas das mentes brilhantes das quais eu quero roubar.


Apesar de muito conteúdo, o livro é compacto, com páginas pequenas e bem espaçadas, que contém ilustrações que o ajudam a ficar ainda mais descontraído. A Rocco deu conta do recado na edição brasileira, é bastante semelhante a original, conservando aspectos que fazem desse livro (quase que) um manual de como ser criativo. 

Gostei tanto da leitura de Roube como um Artista que já se tornou um dos meus livro de cabeceira, porque sei que ele será daqueles que recorrerei muitas e muitas vezes ainda.

Quais as suas dicas para se manter criativo?

That's all, buddies!
xx

10 comentários

  1. Estou querendo muito ler esse livro, já dei umas folheadas na livraria (hehe) e parece super tranquilo e gostoso de ler. Imagino que seja um ótimo presente também, por todos esses motivos que você citou. Ótima resenha ^^

    Eating Peanuts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhum, e é mesmo! Aconselho muito, ainda mais para quem escreve e tem que estar constantemente envolvida em uma rotina criativa.
      Obrigada! <3

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro, agora to super curiosa pra conhecer!

    Beijos
    maravilhosomundodeday.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure por ele nas livrarias, aposto que você vai gostar. :3
      Beeijo

      Excluir
  3. Esses dias eu vi esse livro aqui na livraria pra comprar, só não comprei porque fui com interesse em outro, e ainda não tinha visto nenhuma resenha sobre ele, gostei muito de tudo que você resenhou, acabei ficando com vontade de ler. Achei ele bem interessante! *-*
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele também estava há tempos na minha lista, mas acabava deixando de lado por ter outros para comprar também, mas olha, que bom que ganhei ele, porque é uma ótima leitura. :3
      Beeijo

      Excluir
  4. Esse livro realmente é uma beleza. Não tive oportunidade de ver essa versão brasileira, mas um tempo atrás tive contato com o em inglês.
    É maravilhoso e seu post me fez lembrar que preciso dele aqui comigo!!

    Beijos, Thay Rocha
    www.leitoranamoda.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São bem parecidas pelo que eu vi, a edição brasileira ficou muito boa. Compre, tenha com você e consulte sempre, é o que eu vou fazer! HAHA. <3

      Excluir
  5. amei teu blog beijos ♥ seguindo venha conhecer meu blog e se poder siga www.mundodeanabella.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana! Fico contente. :D
      Beijinho

      Excluir